Tudo quanto te vier à mão para fazer

Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças. (Eclesiastes 9.10)

Tudo quanto te vier à mão para fazer refere-se a obras que são possíveis.

Existem diversas coisas que vêm ao nosso coração para fazermos e que nunca faremos. Tudo bem que elas estejam em nosso coração, mas se desejamos ser eminentemente úteis, não devemos nos contentar com o formular planos em nossa mente e o conversar sobre eles.

Temos de fazer “tudo quanto nos vier à mão para fazer”. Uma boa realização vale mais do que milhares de teorias brilhantes.

Não esperemos por grandes oportunidades ou tipos diferentes de trabalho; antes, façamos apenas as coisas que nos vêm à mão, dia após dia. Não temos outro tempo para vivermos. O passado já se foi; o futuro ainda não chegou. Temos apenas o presente para vivermos.

Portanto, não espere até que sua experiência atinja a maturidade, antes que você tente servir a Deus. Empenhe-se agora mesmo para produzir frutos. Sirva a Deus agora, mas seja cuidadoso quanto à maneira de fazer o que vem às suas mãos – “faze-o conforme as tuas forças”. Faça-o com prontidão.

Não desperdice sua vida pensando no que você tenciona fazer amanhã, como se isso pudesse compensar a inatividade de hoje. Nenhum homem jamais serviu a Deus mediante o que será feito amanhã.

Honramos a Cristo por aquilo que fazemos hoje. Coloque toda sua alma em tudo que fizer para Cristo. Não dê a Ele um simples trabalho ordinário, feito como uma coisa que pode esperar.

Quando servir a Deus, faça-o de todo coração, alma e força. Onde está o poder de um crente? Não está nele mesmo, pois ele é fraqueza completa. O poder do crente está no Senhor dos Senhores.

Procuremos, então, a ajuda do Senhor. Prossigamos com oração e fé. Quando tivermos feito o que nos veio à mão, esperemos pela bênção do Senhor.

O que fizermos, então, será bem feito e não falhará em seu propósito.

           ______________________ //// _______________________////_____________________

Que Deus nos abençoe pela sua Graça.

Milton Santos

Contato: Fale Comigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mostre-Me Agora